Samba enredo

Parábola dos Divinos Semeadores

Compositores: Hugo Reis, J.Giovanni e Zé Glória

Intérprete: Luizinho Andanças

Tá todo mundo aí? Levanta a mão
Quem é filho desse chão
Chegou a Mocidade fazendo a alegria do povo
Meu coração vai disparar de novo

Uma luz no céu brilhou, liberdade!
Meu coração venceu o medo
O que era gelo se tornou felicidade
A esperança se espalhando pelo chão
A natureza tem mistérios e magias
Rituais, feitiçarias, deuses a me abençoar
Levado pela luz da estrela guia
Eu vou por onde a semente germinar

O que eu plantei, o mundo colheu
Um milagre aconteceu
A vida celebrou um ideal
E a fartura se transforma em festival

O que eu plantei, o mundo colheu
Um milagre aconteceu
A vida celebrou um ideal
E a fartura se transforma em festival

Festa de Ísis, a farra do vinho
Em Roma a semente foi brotar
Mudaram meu papel, óh Padre Miguel!
Hoje ninguém vai me censurar
No baile da máscara negra
Até a nobreza teve que engolir
Meu Brasil, de norte a sul sou manifestação
Aonde vou arrasto a multidão
De cada cem só não vem um
Vou voltar, um dia ao espaço sideral
E reviver o meu ziriguidum, em alto astral

(2x) Tá todo mundo aí? Levante a mão
Quem é filho desse chão
Chegou a Mocidade fazendo a alegria do povo
Meu coração vai disparar de novo

Comments

Be the first to comment.

Leave a Reply


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*


CarnevaleRio de Valéria del Cueto @delcueto